Como o RH pode ser um embaixador da marca empregadora





Um embaixador da marca (às vezes também chamado de embaixador corporativo) é uma pessoa que é contratada por uma organização ou empresa para representar uma marca de forma positiva e, ao fazer isso, ajudar a aumentar o conhecimento da marca. O embaixador da marca possui capacidade de incorporar a identidade corporativa em aparência, comportamento, valores e ética.


Predominantemente, um embaixador da marca é conhecido como um porta-voz positivo, um formador de opinião ou um influenciador da comunidade, nomeado como um agente interno ou externo para impulsionar as vendas de produtos ou serviços e criar consciência da marca. Hoje, o termo "embaixador da marca" se expandiu para além da marca de celebridades, para a marca própria ou gerenciamento de marca pessoal. Figuras profissionais, como embaixadores da boa vontade e sem fins lucrativos, modelos promocionais, depoimentos e defensores da marca, têm se formado como uma extensão do mesmo conceito, levando em consideração as necessidades de cada empresa. (Fonte: wikipedia)

O RH como embaixador da marca empregadora


O profissional de Recursos humanos possui um papel fundamental como embaixador da marca da empresa, uma vez que possui uma grande responsabilidade por atrair novos talentos, criar ações de engajamentos e employee experience. É o profissional de Recursos humanos que muitas vezes mapeia os elementos tangíveis e intangíveis da proposta de valor que vai aparece nas vagas e que se torna ritual em no dia a dia da empresa. Também é responsável por trazer, de forma assertiva, todos esses elementos à tona, fazendo com que a proposta seja atraente e autêntica. Por isso, levantamos algumas dicas de como você pode ser um embaixador da sua marca empregadora, vamos lá?



1. Comece pelo Employee Value Proposition




Entender a sua marca empregadora é um ponto fundamental para se tornar um embaixador da marca. Compreenda quais são os elementos da cultura que se convertem em proposta de valor da marca e podem ser expostos nas redes, como também na jornada do colaborador para promover um maior engajamento. Crie o Employee Value Proposition ou Proposta de Valor do Colaborador para compreender quais são os elementos tangíveis e intangíveis percebidos.

2. Saiba o que estão falando da empresa por aí





Compreenda o que estão falando da sua empresa dentro e fora da dela. Faça uma busca para entender a reputação da empresa em sites como Glassdoor, Reclameaqui, Google, etc. Entenda o que candidatos, ex candidatos, colaboradores e ex colaboradores estão falando ou falaram da sua empresa. Saber sobre o que falam pode te ajudar a contornar situações de forma criativa e em situações desagradáveis, demonstra que a empresa está antenado com o ocorrido e que algo está sendo feito.


3. Mantenha-se informado





Não só das situações desagradáveis, mas certifique-se de que você está ciente de quaisquer atualizações ou desenvolvimentos sobre sua empresa e de seu negócio para que possa falar com confiança sobre eles. Quando falamos de um embaixador da marca significa que você consegue vender muito bem a empresa, ou seja, consegue falar com propriedade sobre seus produtos e sua estratégia.



4. Aproveite as mídias sociais






Ajude a dar vida às redes que sua empresa utiliza. Envolva-se em grupos de Linkedin, comente ou produza conteúdos para o blog. Grave stories sobre o dia a dia de trabalho na sua empresa. Busque referências da cultura para mostrar na sua página do instagram ou facebook. Mostre o que estão produzindo e o que deve ser ressaltado. Crie uma rede social interna para fomentar o engajamento e promova discussões.



5. Pratique uma comunicação eficaz





Faça conexões positivas com as pessoas e construa relacionamentos fundamentais dentro e fora da empresa. Pratique uma influência organizacional e compreenda quais são seus aspectos pessoais que sobressaem.


5. Seja profissional e ético





Como embaixador da marca empregadora, você representa a empresa e seus ideais. Em suas interações com os indivíduos, em seu comportamento e em sua atitude, você deve sempre demonstrar uma preocupação autêntica pelas ideias e sentimentos das outras pessoas. Mais do que isso, você deve estar em uma cultura onde isso seja fácil de se cumprir. É muito complicado e nada autêntico vender aquilo que não acreditamos. Por isso, busque um lugar onde você se sinta que compartilha de seus mesmos ideais para que juntos, crie uma comunidade com saúde e felicidade organizacional.


E aí, além dessas dicas, o que mais você indica aqui para a nossa rede?