Como proteger sua força de trabalho no plano de retomada da pandemia


O #howtobcg é uma série de artigos sobre a atuação focada dos líderes organizacionais durante e pós a pandemia. Trouxemos aqui algumas de suas pílulas que fala justamente sobre proteger a sua força de trabalho.


Os líderes empresariais estão focados em manter seu pessoal seguro. Eles também precisam ajudá-los a se sentirem suportados, permanecer conectados e descobrir novas maneiras de trabalhar juntos de forma produtiva.

O COVID-19 atingiu proporções pandêmicas, levando a grandes interrupções nos negócios, na sociedade, nas famílias e nos indivíduos. A medida em que as organizações estão organizando seus planos de retomada, as ansiedades estão crescendo e as pessoas estão se sentindo física e psicologicamente vulneráveis.


Para obter o melhor dos funcionários na crise de hoje e garantir uma força de trabalho robusta e resiliente para o futuro, os líderes devem se preocupar profunda e consistentemente com seu pessoal - sua saúde, suas necessidades, seus medos.


Aqui estão seis etapas para proteger sua força de trabalho e prepará-la para os desafios sem precedentes de trabalhar em meio a uma pandemia global


1. COLOQUE AS PESSOAS EM PRIMEIRO LUGAR


Em uma crise dessa magnitude, é essencial, primeiro, garantir a segurança física da força de trabalho e reconhecer as demandas que a pandemia está colocando em sua saúde e vida pessoal. Priorize a saúde e o bem-estar dos funcionários - mesmo que a curto prazo acarrete o custo do desempenho organizacional.

2. ACELERE O TRABALHO INTELIGENTE Muitos funcionários enfrentam a perspectiva de trabalhar remotamente em casa por um longo período de tempo. Torne o trabalho remoto um "trabalho inteligente", desenvolvendo práticas recomendadas para reuniões virtuais, treinamentos, ferramentas e suporte de TI e definindo normas claras para equipes ágeis virtuais

3. CRIAR INTIMIDADE SOCIAL VIRTUAL

A colaboração é fundamental para o desempenho, e a colaboração eficaz depende de uma forte conexão social. As ferramentas de colaboração digital podem ajudar, mas também práticas simples - chamadas regulares de check-in por vídeo e dedicar partes das reuniões online a interações pessoais - para minimizar o isolamento social.


4. ACELERAR A PRONTIDÃO DIGITAL

O trabalho remoto eficaz requer uma infraestrutura tecnológica robusta. Incorpore novas ferramentas de software como Trello, Hangout, WhatsApp e Jamboard. Mas preste atenção especial à segurança cibernética porque a infraestrutura de tecnologia remota de uma empresa pode ser especialmente vulnerável a ataques cibernéticos.


5. MITIGAR RISCO DE PESSOAS

Para pessoas e equipes em funções de missão crítica, tome medidas extras para garantir a continuidade dos negócios - por exemplo, desenvolvendo planos explícitos de sucessão em caso de doença, criando equipes-sombra para fornecer o backup necessário e reativando os aposentados recentes.


6. LIDAR COM EMPATIA

Como em qualquer crise, a comunicação frequente é essencial - mas o mesmo acontece com a escuta frequente. Dê aos funcionários várias oportunidades para expressar suas preocupações e deixar claro que são ouvidos respondendo rapidamente. Não há soluções perfeitas, mas alcançar e reconhecer desafios é fundamental.


Falaremos mais nos nossos próximos artigos sobre as alterações atuais da comunicação interna e como implementar inovação na área de Endomarketing.


Ninguém sabe quanto tempo a crise vai durar. As empresas que agirem mais rápido para preservar e proteger a integridade de sua força de trabalho serão as que mais provavelmente se adaptarão ao que o futuro trouxer.

Leia o original: https://www.bcg.com/featured-insights/how-to/prepare-protect-workforce-covid-pandemic.aspx?utm_source=ted&utm_medium=cpc&utm_campaign=none&utm_description=none&utm_topic=none&utm_geo=global&utm_content=prerollbcginspiredhowtoworkforce&redir=true


0 visualização
ENDEREÇO

Do digital para o Brasil. 
Mas alocados com muito ❤️ em Brasília. 

CONTATO

2015 RHlab © - Todos Os Direitos Reservados

SIGA A GENTE