Microlearning e vantagens para organizações e Gestão de Pessoas

Imagine a cena, você está em uma reunião de trabalho procurando no seu laptop as possibilidades de restaurantes rodízio para levar seus colaboradores a uma conferência que irá acontecer em Berlin, ao mesmo tempo que está no seu celular procurando como falar "rodízio" e "espaço para eventos" em alemão para ampliar as buscas no Google, sendo que em paralelo, sua equipe está projetando uma palestra no youtube sobre futuro do trabalho, que será o tema da conferência em Berlin. O que tudo isso tem em comum? Todos são exemplos de microlearning e aqui neste arquivo você aprenderá o que é, principais características e possibilidades de aplicação para agregar valor para o seu desenvolvimento de pessoas. O aprendizado se tornou algo contínuo, não linear e praticamente invisível. Estamos aprendendo o tempo todo, recebendo várias informações, de diferentes fontes e meios, seja para informações necessárias do dia a dia (como aprender um trajeto novo para ir ao trabalho com menos trânsito), seja para se manter atualizado e buscar mais conhecimento necessário para a sua função sem ter que pagar muitas vezes cursos caros e tradicionais, com carga horária que demande muito esforço e muito tempo.

Nesta era de horários ocupados e curtos períodos de atenção, o microlearning é um modelo de treinamento quase perfeito, seja para integrar novos colaboradores, treinamento de habilidades, desenvolvimento de lideranças, etc. Pensando na funcionalidade do dia a dia dos nossos colaboradores e líderes, microlearning tem se tornado uma tendência emergente de aprendizado por suas características flexíveis, acessíveis, recursivos,de baixo custo e surpreendente eficaz. ‍

O que é?

Microlearning ou microaprendizagem, por ser um paradigma emergente, não possui apenas uma definição, mas é caracterizado por um método ou conhecimento adquirido em pequenos trechos, tópicos estreitos, pouco esforço, facilmente digeríveis e baixo tempo de compromentimento. (Hug & Friesing - didática do microlearning)

"Microlearning ou Microaprendizagem é um termo que reflete a realidade emergente da fragmentação cada vez maior das fontes de informação e das unidades de informação usadas para o aprendizado, especialmente em áreas de movimento rápido, que vêem desenvolvimento rápido e um grande de mudança constantemente alto" (Langreiter e Bolka, 2006)

Embora o treinamento em tamanho reduzido tenha se tornado cada vez mais popular nos últimos anos, ele tem uma longa história, mesmo antes dos computadores existirem. Mas foi depois dos smartphones modernos e as funcionalidades dos apps que a microaprendizagem realmente decolou. Possivelmente você tem um aplicativo que integra informações e notícias atualizadas(o twitter é inclusive uma plataforma de microlearning), ou uma RSS sobre temas específicos que deseja se manter informado, ou um app que ensina como falar em outras línguas (como o Duolingo).





Quão micro é micro?

De acordo com Theo Hug, um dos pioneiros do método, em termos de tempo, o intervalo varia de menos de um segundo a mais de uma hora.

Benefícios organizacionais e para Gestão de Pessoas

1. Acessível - requer menos recursos, necessita de menos instrutores e custo fixo baixo comparado a quantidade de colaboradores que são contemplados.

2. Rápido de entregar - Ao projetar uma solução de microlearning, não é necessário que você crie novo conteúdo. Você pode aproveitar o conteúdo existente e torná-lo adequado para o microlearning. Colabora para que o microlearning possa ser entregue em uma variedade de formatos, como vídeos, infográficos, PDFs interativos, animações, testes e assim por diante. Porém, antes de escolher um formato específico, é necessário garantir que ele atenda ao objetivo pretendido.

3. Flexível - pode abranger qualquer assunto que os cursos regulares de elearning e de forma rápida. É possível desenhar desde cursos introdutórios a criar tópicos que sejam mais complexos. Uma outra flexibilidade é poder alterar rotas de aprendizagem de forma mais rápida, levando em consideração as mudanças de cenário, demandas de treinamento e metas de negócio.

4. Atraente - é um método de treinamento mais envolvente pois demanda pouco esforço, pouco tempo de envolvimento, atividades práticas e objetivas (incluindo momentos de compartilhamento com outros alunos) e maior portifólio de recursos para promover maior engajamento.

5. Retenção de conhecimento - de acordo com pesquisas de microlearning, quando você estuda algo repetidamente e o revisita quando está perto de esquecê-lo, provoca maior transferência de aprendizado. Esse estudo repetido se encaixa perfeitamente às unidades de microaprendizagem, uma vez que são independentes, pequenas e práticas.

6. Autonomia aos alunos - permite que seus alunos aprendam em seu horários livres e de forma casual. E também por serem menores, é fácil fazer o download e levar com você quando está offline.

Ponto de vista RHlab para o desenvolvimento de microlearning

Apesar de simples, o design do microlearning necessita de reflexão e planejamento cuidadosos para projetar uma solução eficaz e que gere realmente engajamento e aprendizado. Dentro da nossa experiência, começamos a criar métodos próprios e levantamos aqui três componentes que consideramos críticos para o desenvolvimento e implantação deste tipo de projeto:

1. Perfil individual de aprendizado

Levamos em consideração o perfil individual de aprendizado e não estruturamos as estratégias através das características majoritárias do grupo. Desenvolvemos lições direcionadas e estratégias de personalização através disso, o que significa que o colaborador estará de fato aprendendo uma nova habilidade ou um novo comportamento.

2. Relevância para o contexto

Consideramos a relevância contextual do assunto. Isso faz com que deixe ser um aprendizado enquanto estou trabalhando e passa a ser uma oportunidade de aplicar conhecimentos novos na prática, com capacidade de testes rápidos o que pode provocar maior assimilação dos conteúdos. A nossa metodologia de aprendizado e construção de conteúdos podem ser desenhados de três formas: uma tarefa de aprendizagem única ou separada; entregas simultâneas ou integrado em outras atividades.

3. Engajamento pela experiência

Utilizamos mecânicas da gamificação e levamos em consideração as emoções e motivações intrínsecas e extrínsecas dos participantes para que o treinamento seja uma experiência curiosa e prazerosa. A gamificação, a arma de envolvimento não tão secreta no elearning comum, é ainda mais envolvente quando combinamos uma experiência de microlearning para dispositivos móveis.

Pronto! Agora você já sabe o que é microlearning e seus principais impactos! Mas a melhor maneira de entender é testando! Experimente e sinta as grandes possibilidades que este tipo de treinamento oferece e se precisar de ajuda, pode contar com a expertise do RHlab.